Feijoada e seus benefícios

A queridinha do brasileiro trás diversos benefícios para sua saúde, combatendo algumas doenças e auxiliando no processo de emagrecimento. Além de ser deliciosa, né? 😉

 

A FEIJOADA

Ao contrário do que muitos acreditam, nossa queridinha não é nossa. A feijoada tem origem europeia e varia de acordo com a região, mas a base do prato é sempre a mesma, carnes, legumes e feijão. Segundo o site Petit Gastrô, “O Feijão preto é de origem sul-americana, e era parte da dieta dos índios nativos. Antes da chegada dos portugueses ao Brasil, já se conhecia na Europa diversas variedades de feijão, e era comum usar no preparo desses pratos, como o uso do feijão branco no “Cassoulet”. Portanto, a feijoada não é originalmente brasileira, e sim uma adaptação e evolução de uma cultura de berço europeu. Os acompanhamentos como: arroz, farofa, couve, laranja, torresmo e etc., foram acrescentados ao prato bem mais tarde.”

Leia aqui sobre a história da feijoada no Brasil.

Existem pelo menos 14 tipos de feijão, o branco, carioca, jalo, jalo roxo, vermelho, mulatinho, verde, entre outros. O mais conhecido e mais utilizado em nossa feijoada é o feijão preto, então vamos falar especificamente sobre ele.

 

BENEFÍCIOS DO FEIJÃO PRETO

Rico em fibras e proteínas, ferro e potássio, o feijão foi alvo de várias pesquisas ao longo dos anos que identificaram alguns benefícios para nossa saúde.

Colesterol ruim – Possui Ômega 3 e alguns ácidos que ajudam a equilibrar os níveis de colesterol. Suas fibras, além de regularem o intestino, auxiliam na diminuição do risco de doenças cardiovasculares, diabetes e colesterol alto.

Anemia – É fonte de ferro, evitando o risco da anemia. Ao combinar fonte de vitamina C, como a laranja, o organismo irá absorver ainda mais o mineral. Evitar misturar leite e laticínios em geral com feijão é essencial, pois eles contêm cálcio, que atrapalha a absorção de ferro.

Câncer – Possui vitaminas e minerais importantes para reduzir o risco do câncer.

Prisão de ventre – Por ser rico em fibras, ele ajuda no melhor funcionamento do sistema digestivo, facilitando o trânsito intestinal.

Doenças cardiovasculares – Por ser rico em potássio e fibras solúveis, o feijão ajuda na saúde do coração, além de contribuir para o relaxamento muscular, evitando cãibras, antes ou depois de atividades físicas.  Essas fibras absorvem a água e se juntam à comida digerida, formando um bolo durante a digestão, o que contribui para uma digestão mais rápida evitando acúmulos de gordura.

Sistema nervoso – Rico em ácido fólico que tem um papel importante na regulação dos aminoácidos responsáveis pela manutenção do sistema nervoso.

Desenvolvimento do feto – O acido fólico atua como um protetor do bebe no útero da mãe, sendo indispensável seu consumo no período de gestação.

Olhos e cabelos – Possui antioxidantes que ajudam a retardar o envelhecimento de células e a combater os radicais livres, revitalizando unhas, cabelos e protegendo os olhos.

Dentes – O tradicional arroz com feijão proporciona uma dose diária de flúor que pode ajudar no controle de cáries nos dentes, já que eles absorvem melhor o flúor presente na água tratada.

Revigorante sexual – O feijão preto tem molibdênio e entre seus efeitos esta o de revigorante sexual. Ele trata a disfunção erétil e a impotência sexual do homem.

O feijão ainda evita o cansaço, fadiga, alterações no humor e distúrbios neurológicos causados pela falta de vitaminas do complexo B no organismo.

Combate a anemia – O consumo de feijão evita a anemia por ser rica em ferro e ácido fólico.

 

FEIJOADA EMAGRECE?

O feijão preto também tem efeito emagrecedor. É um vegetal que tem funções muito próximas do animal, pois é rico em proteínas e outros nutrientes, além disso, ele tem menos calorias do que o mesmo peso de massa e arroz. A feijoada também é um prato que acompanha bastantes legumes, que se come devagar e que se digere devagar. “O feijão tem amido resistente, que, como o nome indica, resiste à ação das enzimas digestivas. E isso não só dá uma maior sensação de saciedade como diminui a absorção dos hidratos de carbono”, explica a nutricionista Isabel do Carmo, fundadora da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade.

Com isso, a feijoada, além de muito saborosa, faz bem a sua saúde. Agora você pode desfrutar de uma deliciosa feijoada sem culpa nenhuma. O que acham disso?